quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Observando...

Quando resolvo observar o céu acabo que seguindo uma especie de Ritual. Respeito de forma organica uma série de etapas que permitirão um melhor aproveitamento de meu tempo junto a ocular . Bem como um maior conforto.
Invariavelmente começo com um rudimentar alinhamento polar. As pessoas tendem a observar sempre nos mesmos locais. Desta forma você pode determinar pontos nestes espaços que vão permitir um rápido e eficiente alinhamento. Eu ,por exemplo, observo sempre em Búzios. O Muro da casa esta quase perfeitamente orientado Leste - Oeste .
 Com o tempo percebi que o mestre de obras não tinha sido cirurgicamente preciso. O alinhamento polar perfeito é com o eixo levemente( bem levemente...) deslocado. O eixo do telescópio forma um triangulo retangulo com uma hipotenusa que encontra o Cateto maior (muro) quase no infinito.  Com o tempo você consegue alinhar o telescópio quase de primeira.  Um bom alinhamento polar é fundamental para que você possa realmente observar objetos. Se você os perder pode localiza los novamente com o movimento de um único eixo  com facilidade. Objetos muito ténues se perdem facilmente...
Eu , particularmente, só observo utilizando duas buscadoras em meu telescópio. Uma de L.E.D e uma de auxilio ótico ( ou 10x50mm ou 6x30mm). A primeira me permite achar rapidamente a area do céu que procuro e a segunda me permite navegar com precisão entre as estrelas .
Depois confiro o alinhamento de minhas buscadoras. Sempre em uma estrela bem brilhante. Começo utilizando uma ocular de 25 mm e depois ajusto ainda mais utilizando uma 10 mm. Um bom alinhamento de buscadoras é indispensável. Uma buscadora mal regulada vai levar a muitas frustrações.
Outra questão é preparar o arsenal para esta navegação. Em geral utilizo um bom Atlas Celeste e um programa planetário. Indico o de autoria de Will Tirion. Sky Atlas 2000.0 .  Outra opção boa, ainda que mais limitada e´o Guia Ilustrado Zahar Astronomia de Ian Ridpath   Como programa utilizo dois de forma igual. O Stellarium  e o Cartes du ciel. Ambos disponiveis gratuitamente na web. A apresentação do Stellarium é imbativel . Mas o Cartes du Ciel conta com maior data base.
Gosto também de ter sempre por perto um binoculo 10x50mm. Pode ser um bem barato. Nada que voce precise se preocupar em deixar cair , bater e etc... Ele vai servir para dar rapidas escaneadas na região que voce pretende explorar mais a fundo com seu telescópio.
Por fim gosto de ter um roteiro planejado . Dependendo do que voce for observar você vai precisar de diferente oculares. E nada como as ter organizadas previamente. Quando voce for procurar suas oculares no escuro e quiser preservar ao maximo sua visão noturna voce deve possuir apenas o  necessario . Assim não se enrola com diversas oculares e acaba por ter que rastrear M106 pela segunda vez . Quando vou observar principalmente D.S.O . prefiro ter uma Wide field no Telescópio e uma ocular que me permita uma maior magnificação. Porém nada exagerado. Nestes dias posso deixar de lado minhas barlow´s . Elas tornam a imagem muito escura quando caçando por "faint fuzzies" . Ao dobrar o a distancia focal do telescopio elas dobram também o razão focal. Ou seja seu telescópio que é um f8 em um f16. Muito escuro para o céu profundo. Mas se voce planeja ver estrelas duplas ou planetas elas serão de grande valia.
Eu gosto também de ter uma mesa onde posso colocar o Atlas e o Computador . Bem como possuir uma lanterna de luz vermelha para quando necessitar ver  o atlas ou qualquer outra coisa. Alguns Lapis HB, h e B e Papel é uma boa idéia  para realizar alguns esboços do que foi observado e servir de base para os renders no Photo Shop.
Espero que minhas manias possam ajudar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário