domingo, 26 de junho de 2011

Observando M104 - A Galáxia do Sombrero

Observando M 104


Clique para ampliar



M 104 é uma das mais belas galaxias acessíveis ao astrônomo amador.

Conhecida como a Galaxia do Sombrero por sua silhueta ela é um DSO dos mais charmosos.

Até por seu titulo de Galaxia Perdida...

Sua entrada no catalogo Messier é pela porta dos fundos.

Foi descoberta por Pierre Mechain em 1781. Foi na o primeiro objeto Messier a não ser incluído no catalogo Messier. Mas existem provas definitivas que esta foi incluída e anotada pelo próprio Messier em sua cópia em 11 de maio de 1781. Mechain era um estreito colaborador. Posteriormente sua cópia chegou a mão de Camille Flamarion, que identificou o objeto como sendo o descrito por Herschel sob o belo nome de H I. 43. Também identificado no New General Catalog sob o ainda mais emocionante titulo de NGC 4597. O próprio Flamarion o inclui como entrada 104 do catalogo Messier.

A bela Galáxia do Sombrero se encontra a cerca de 50.000.000 de anos luz de nós . Quando sua luz começou esta viagem você praticamente podia ir a nado até a Africa. O Atlantico era bem menor e o Almir Klink não tinha nem um antepassado.
 Existem fontes que citam a galaxia como  ha meros 28.000.000 de anos luz . Ainda assim a travessia era bem mais modesta...


Cdc 5 graus
(Indicando o asterismo que citei)

Para localizar M 104 existem vários métodos. Eu particularmente acho que o melhor sistema é imaginando um triangulo formado por Gienah (Gama Corvus) , Spica (Alpha Virgo) e Porrima ( Gama Virgo). Atualmente ( junho de 2011) em vez de Porrima você pode usar Saturno. Algorab também ajuda como referncia. Agora mire  no circuncentro  .  . Lá vai estar o Sombrero. Olhe pela buscadora e você deve perceber rapidamente um asterismo envolvendo uma estrela dupla e mais uma estrela de campo bem junta. Este asterismo aponta para M 104. Na verdade ambos cabem com sobras na minha ocular de 25mm (cerca de 1º).

Phil Harrington, em seu livro Star Watch , propõe uma outra aproximação. Partindo de Gienah ( Gama Corvus) procure uma estrela de sexta magnitude logo ao norte dela. Siga uma série de cinco estrelas de 6ª e 7ª mag. , em direção nordeste, isto vai conduzir você até um triângulo que apontará para um pequeno nó de estrelas que forma um  asterismo. Parecem um triângulo de estrelas dentro de outro triângulo.Ou seja um monte de triângulos... Harrington ainda apresenta o nome e o autor do asterismo. Um amador texano de nome John Wagoner. O nome: Stargate. Não é o  mesmo que citei anteriormente...  ( a estrela dupla e sua companheira de campo)

Eu acho meu método mais fácil. Evidentemente que você usa uma buscadora 9x50 mm.

M 104 apresenta (para uma galáxia, ok...) um alto brilho de superfície o que a torna um alvo que “suporta” alguma poluição luminosa.

M 104 é uma das galáxias mais gratificantes de observar-se. Ela apresenta detalhamento mesmo em telescópios pequenos. Sua faixas escuras são facilmente percebidas com visão periférica . Com telescópios médios ( de 150 à 200 mm)até mesmo com visão direta se percebe detalhes.

Magnitude: 8.00. Seu brilho da Superfície: 11.60. Apresenta a seguinte dimensão: 8.6 x 4.2 '

Coordenada Aparente RA: 12h40m 37.1s DE:-11°40' 56"






Um comentário:

  1. Surreal,incrivelmente detalhada,percebe - se muito bem a atividade com extrema nitidez.Vejo com meu 203mm com muito contraste e tamanho.Grande abraço e ótima astronomia a todos.

    ResponderExcluir