segunda-feira, 16 de maio de 2011

Cartes du Ciel 3.2





Cartes Du Ciel versão 3.2
Software astronômico é um pouco ao contrário de equipamento astronômico. Quanto mais caro melhor não é a regra. Dois dos melhores softwares astronômicos que existem são freeware. Estão disponíveis na rede para quem quiser e são ainda “open code”. Você pode até modificá-los. Embora eu não veja razão para isto.



Após anos utilizando o Cartes Du Ciel 2.76 o Nuncius Australis atualizou suas maquinas e instalou o CDC 3.2. Sua versão mais recente ( que se esconde atrás nome de arquivo cdc3alpha5) . O Cartes Du Ciel é um velho conhecido. Tive sua versão 2.4. Esta foi o pai da versão 2.76, um dos programas de astronomia mais utilizado no mundo. Ele rodava macio no win 2000. Sempre rodou sem problemas nas mais diferentes versões de Windows que se sucederam. Por volta de 2002 sua versão 2.76 chegava á web. Naquele tempo eu tinha uma conexão discada e realizar o download do CDC podia ser bem demorado e tedioso.

Desta vez o processo inteiro demorou cerca de 20 minutos e ainda instalei vários outros catálogos na sua database.

Ele , assim como as conexões de rede , evoluiu.

Sua apresentação se tornou mais bem acabada. Todos os recursos continuam lá e a possibilidade de acrescentar catálogos permite que você enriqueça seu CDC conforme suas necessidades.

Em seu pacote básico ele vem com o SAC (Saguaro Astronomy Club) Deep Sky catalogo instalado e na própria pagina do CDC você pode incluir todo o catalogo NGC, PGC e o catalogo Tycho 2 de estrelas. Com isto você terá todas as estrelas até 12ª mag. e quase 2.000.000 de DSO.( a maioria galáxias). Pode ainda acrescentar estrelas até a 16ª mag com a adição do Catalogo CUAC. Coisa que não fiz. Afinal não preciso engarrafar o display com estrelas que não verei com meu equipamento.




Mas o Cartes melhorou em outros pontos. Ele agora vem com uma interface mais amigável que a anterior e dá mais possibilidade de personalização que o anterior. O visual se tornou melhor e mais bem acabado. A velocidade de tudo acelerou.

O Download pode ser realizado aqui (http://www.ap-i.net/skychart/en/download). Bem como a de todos os catálogos adicionais. Basta você escolher a versão que melhor combine com o seu sistema e a instalação é bastante simples. O site sempre oferece uma versão beta, que apresenta novos desenvolvimentos. Eu preferi a versão Alpha por ser mais estável e já completamente desenvolvida. Diversos sites lhe darão espelhos . Mas recomendo que baixe o arquivo diretamente da pagina de Patrick Chevalley . O processo inteiro não demora 20 min.

Depois disto vai abrir um "Instalation Wizard” e você em minutos terá seu ícone na área de trabalho. O novo logo ficou muito mais bem acabado.

Você vai configurar todos os recursos do CDC. Quem conheceu o antigo não terá nenhum problema. E quem não conheceu provavelmente também não. O programa continua bastante compreensível e amigável. Você pode escolher a língua que você quer. Ou seja, não tem como dar errado.


Na primeira viagem ele vai pedir os dados de seu local de observação. Você entra com estes dados facilmente seguindo os menus do próprio CDC.

Apesar de gratuito tem todos os recursos de seus concorrentes mais caros.

Você pode utilizá-lo para controlar seu telescópio facilmente. Basta uma visita a pagina da ASCOM e baixando o famoso programa de controle você será um observatório... Ele se entende perfeitamente com o CDC e creio que venham a se tornar a mesma pagina. Lá você baixa os drivers para seu telescópio especifico também.

O Cartes Du Ciel vai permitir também que você baixe arquivos com fotos de mais de 10.000 D.S.O. Isto vai ocupar cerca de 30 Mb. Se você quiser você habilita o programa ha mostrar fotos destes objetos quando você fizer um zoom neles. E também vai permitir a visita aos arquivos do DSS quando quiser mais imagens.

O Cartes Du Ciel 3.0 já nasce como um campeão. Um programa que com mais de dez anos de idade que continua atual e uma das melhores opções do mercado. Na verdade, pelo seu preço (grátis), fica difícil a concorrência se estabelecer.

Um eterno favorito e um exemplo. Devemos muito seu autor. O suíço Patrick Chevalley .

Nenhum comentário:

Postar um comentário