terça-feira, 8 de março de 2011

O Reino das Galáxias

Como não poderia deixar de ser este mês o Nuncius Australis  vai apresentar um projeto para se observar o Aglomerado de Virgem. Vem aí o outono e com isto  é tempo de olhar para longe.

O Aglomerado de Virgem é uma coleção de galáxias  e possui 15 objetos Messier.
E é um dos pedaços do céu mais dificeis de serem navegados pelo astrónomo amador. São centenas de galáxias e de "faint fuzzies"  . Não apresenta muitas estrelas e as vezes você esta navegando de um galáxia ténue para outra galáxia mais ténue ainda.  É fácil estar olhando sabe -se lá o que.
A área é englobada por um circulo de 15o de diâmetro . Apesar do nome o aglomerado se espalha pelas constelações de Coma Berenice e também Leão.
Além dos objetos Messier o Aglomerado apresenta mais diversos objetos ao alcance de telescópios amadores. Atá mesmo alguns alvos binoculares.
Para se passear pelo Aglomerado um local com céu bem escuro é o ideal. Em áreas com mais poluição luminosa  você terá de se contentar com os objetos mais brilhantes. E pouco ou nenhum detalhe.
Há Duas formas de se navegar o aglomerado. Uma é proposta na Revista Astronomy deste mês( Março 2011). Na matéria de Tom Polakis é proposto que se ataque o aglomerado a partir de seu coração. Você iniciaria localizando M84 e M86 . Ambas no limite oeste  da Corrente de Markarian. Na mesma região você vai poder ver NGC 4388. Ao longo da corrente existem oito galáxias relacionadas gravitacionalmente. Ngc 4477 é outra galáxia que você poderá ver.

O Nuncius vai apresentar um outro "approach" para  tratar o Aglomerado. O sistema se inspira no tratamento proposto por Phill harrigton em seu Livro StarWatch.
O instrumento ideal para se explorar a região é , evidentemente , o maior telescópio que você possuir.
Os objetos aqui apresentados são visiveis para telescópios refratores com mais de 80mm.
O nosso ataque pode ser dividido em duas campanhas; A campanha do Oeste se inicia partindo de Denebola  (Beta Leonis) .
A partir de dela salte cerca de 7o para leste e procure um pequeno asterismo em forma de triangulo formado por 4 estrelas . Ou ainda uma diamante .São estrelas fracas.  6 Coma esta entre elas. Aí você esta por perto de M 98 , M99,M 100 e M85. Olhe o mapa , use um programa etc.. O reino das galáxias demanda paciência e alguma experiência. Olhos experientes talvez revelem alguma estrutura em M99 com telescópios com mais de 150mm .  Dificilmente você vai perceber qualquer coisa pela buscadora. Use sua maior ocular para localizar.
A campanha do Leste é mais longa. E agora você vai realmente entender o que o quis dizer de "galáxia ténue em galáxia tenue'.
Partindo de Vindemiatrix (Epsilon Virgo) localize Rho (4.8 mag) . Próximo ao meio do caminho  um pouco ao norte há Ngc 4762 . Magnitude de 10. 2 é uma das galáxias mais brilhantes do reino  ( além das Messier).
Uma vez em Rho sigo um arco de estrelas entre 5 e 6 mag. em direção ao sul chegue até M49. É a galáxia mais brilhante deste aglomerado. É também uma das maiores . Cobre cerca de 150.000 anos luz. Mais ao sul ainda você vai encontrar M61. Esta apresenta baixo brilho de superfície. Alvo difícil.
Agora volte para Rho e vamos rumo norte. Sempre usando sua maior ocular ( eu uso uma 25mm).
Agora vamos de uma em uma. Começamos em M60 e M59. Provavelmente você vai conseguir espremer as duas em uma ocular. M59 é bem visível. M60 mais ainda. Depois M58. Siga uma curva imaginaria entre M59 e M58 e ache M89. M89 vai ser dureza para telescópios menores em áreas suburbanas( menores que 100mm). M90 vai aparecer na mesma ocular (25mm).  Siga o arco que você esta seguindo e chegue a M91.
Agora volte para M89 e siga rumo oeste e localize M87. Esta é fácil mesmo com um Binóculo.Uma galáxia enorme.
Ficam faltando M84 e 86. Formam um par...

O Aglomerado de Coma-Virgem se encontra a cerca de 60.000.000 de anos . É o maior aglomerado galáctico próximo ao Grupo Local.



Além dos objetos Messier apontados aqui há outros objetos interessantes viáveis para telescópios de tamanho médio. ( 150 a 200mm).
Uma lista interessante deveria incluir ainda ;
Ngc 4567 e 4568 ( As irmãs siamesas)
Ngc 4302 4298 podes ser espremidas em uma ocular. Ngc 4216 estará ao alcance até de pequenos telescópios.
por fim um desafio interessante para quem possuir telescópio grande:
PGC 40598 . Com magnitude 16.5 não há registros de observação amadora desta galáxia. (segundo Polakis). Ela é a galáxia conhecida com maior desvio para o azul conhecida. ela estaria se aproximando de nós mais rapidamente que a expansão cosmológica...

Nenhum comentário:

Postar um comentário