sexta-feira, 1 de agosto de 2014

O Novo e o Velho em Escorpião

         
   
           Com a lua nova e finalmente o céu aberto eu enfim tenho uma oportunidade de visitar Escorpião este ano. Aqui da Stonehenge dos Pobres a geometria do universo só me permite observa-lo no Horizonte Sudoeste. Assim já ia mais de meia noite quando percebi Antares se aproximando do Dois Irmãos .
            A noite fora fria e eu realmente não tinha planejado observar. No inicio da noite tinha encontrado alguns amigos e procurado por algum calor em  bastante vinho. Por bastante entende-se bastante mesmo. E assim estabanado puxei o Newton para o canto Leste da Janela e consegui um alinhamento polar por palpite até razoável. Diria que já aprendi aonde fica o sul a partir da janela de minha casa.  
Antares 1 x 15 seg.
            Uma rápida visita até Antares para afinar a buscadora e descobrir que o alinhamento polar estava mais para menos do que para mais. Mas não pretendia melhorar ele mesmo e achei que poderia fazer exposições de 15 segundos sem que o drift fosse capaz de destruir as imagens completamente.  Dali me  dirijo para cauda da fera.
            Escorpião é minha constelação favorita . Com muitas lendas , diversas estrela muito brilhantes e próximo ao centro galáctico as visitas a região sempre rendem alguma coisa.
            Passeando ao acaso por junto a Zeta Scorpius  , que é uma bela dupla, e pela área do falso cometa me digno a tentar a sorte e fazer algumas fotos. Ngc 6231 é a cabeça do Falso Cometa. E sua cauda responde por Trumpler 24. Serão minhas vitimas iniciais. 
Ngc 6231 10 exp X15 seg  + 5 dark frames Deep Sky Stacker


           
5 X 15 seg +5 Darks DSS 
            Ngc 6231 certamente é conhecido desde a antiguidade. Me recordo desta maravilha celestial  no inverno passado quando observei este em umaviagem as Anavilhanas e os céus escuros nas terras do Karapãna.  Não faz feio nem mesmo na miseráveis condições de poluição luminosa no Rio de Janeiro. Embora não se perceba o "cometa' com quase 2o de extensão que batiza a região percebe-se facilmente o aglomerado pela buscadora. . A descoberta de sua real natureza é geralmente creditada ao sócio aqui do Nuncius Australis . O Abbe Lacaille. Mas é hoje aceito que os créditos deveriam ir para Giovanni Batista Hodierna. Este registrou o aglomerado em seu catalogo quase 100 anos antes de Lacaille . Seu catalogo, que ficou esquecido por séculos, foi publicado em 1654 e contém 40 entradas. 19 das quais descobertas originais de Hodierna (6231 entre elas). Poucos anos antes Galileo tinha resolvido a Via Láctea e Hodierna acreditava que todos os objetos nebulosos dos céus eram Aglomerados de estrelas. E desta forma fez dele a sétima entrada na Classe 1 de seu catalogo ( Luminosae) que engloba aglomerados que resolvem-se mesmo a olho nu.


            Ngc 6231 e Tr 24 fazem parte da mesmo grupo de luminosas estrelas que forma a associação Scorpius OB1 . Esta é uma dispersa família de estrelas jovens e quentes que reside no braço espiral de Sagitário-Carina que reside mais próximo ao centro galáctico quo o de nosso sol.  É aceito que Ngc 6231 é um dos mais jovens aglomerados conhecidos nos céus. São dadas idades entre 3,2 e 10 milhões  de anos. O aglomerado é caracterizado por estrelas super gigantes O e B e possui diversas estrelas peculiares incluindo entre seus 93 membros duas estrelas Wolf Rayet , seis Beta Cephei e diversas variáveis eruptivas do tipo P Cygni. Claramente um aglomerado bem jovem ainda submetido as "vontades de Hayashy"... O aglomerado recorda vagamente uma torre Eiffel meio torta. Um blend entre a torre em  Paris e a de Pisa.

Tr24 3x 15 seg DSS

            A região é riquíssima e em poucos graus de céu podemos ver uma imensa reunião de aglomerados e nebulosas. A norte e Leste de 6231 em apenas 3o habitam três aglomerados galácticos ( Trumpler 24 , Ngc 6242 e Ngc 6268) , uma nebulosa planetária (IC 4637) e uma Nebulosa difusa (4628). E pertinho uma nebulosa escura (Barnard 48). O paraíso para os amadores...





            Mas isto tudo eu já sabia. O que eu não sabia é que a menos de 6o a Les- Nordeste habita um discreto aglomerado globular de caracteristicas bastante interessantes. Mesmo já tendo passeado bastante pela região  eu nunca o tinha observado. Próximo a Girtab ( q Scorpii) ele é um globular que sofre com a presença de diversos outros mais famosos pela região. E pelo menos em céus urbanos se apresenta bem discreto. Uma pequena estrela que não faz foco. E como se estivesse ainda sob o efeito da vinhaça de mais cedo nem tentei trocar as oculares para conseguir mais aumento. Mas  duvido que conseguisse resolver algum membro mesmo de suas bordas de qualquer forma. Na fotos empilhadas pelo modo sort do Rot n´Stack parece que resolvem-se alguns membros. Mas não sei se é pirotecnia ou  realidade.

Ngc 6388. 5X15 seg + 3 blacks- DSS



        
Modo Sort Rot n´Stack  5x 15 seg.


           Ao contrário de nosso ultimo convidado este é um senhor idoso. Como todos os aglomerados globulares ele tem sua idade medida em bilhões de anos.  Ngc 6388 é um aglomerado globular com uma população estelar bastante diferente. Ele e Ngc 6441 são considerados como globulares gêmeos e intrigam pesquisadores devido a composição de suas populações estelares. Diversos trabalhos tratam do assunto e ainda existem controvérsias. Dos trabalhos que encontrei este foi um dos mais completos e o mais recente (2013) . " The intriguing stellar populations in the globular clusters NGC 6388 and NGC 6441∗".   
            A distribuição das estrelas azuis gigantes que se encontram no seu interior, indicam que o aglomerado envelhece a uma velocidade moderada e que as suas estrelas mais pesadas estão no processo de migrar para o centro.                          .

                Ha ainda  novo estudo, que utilizou dados do ESO, descobriu que aglomerados globulares com a mesma idade podem ter distribuições das estrelas retardatárias azuis no seu interior completamente diferentes, sugerindo que os aglomerados envelhecem a taxas substancialmente diferentes. ( F. Ferraro , Universidade de Bologna)
            
                                                                                                                                                                                  O estudo fotométrico de Ngc 6388 ( A. Moretti, G. Piotto, C. Arcidiacono, A. P. Milone, R. Ragazzoni, R. Falomo, J. Farinato, L. R. Bedin, J.Anderson, A. Sarajedini, A. Baruolo , E. Diolaiti and S. Tordo ) indica uma idade 11,5 bilhões de anos +-1,5 Gyr. Esta grande variação (1 e meio bilhão de anos ) é causada pela posição de 6388 no bojo galáctico e alta contaminação do campo que dificulta a fotometria. E sua distancia também é controversa variando de algo entre 32 e 45 mil anos luz de nós.

            Localiza-lo foi fácil. Completamente ao acaso. Mas se fosse procura-lo de novo partiria de Girtab. Não o diferenciei de estrelas pela buscadora.

            Com magnitude aparente de 6.8 (achei otimista...) ele se apresenta discreto com a ocular de 25 mm. Acredito que ele seja mais evidente em locais mais escuros.

            Escorpião é um campo sensacional para se caçar DSO. Em uma única noite visitei um bebê cósmico e um ancião quase tão velho quento o universo ; Em menos de 7o  de uma constelação que se espalha por mais de 30o  céu. 
Hubble

Nenhum comentário:

Postar um comentário