terça-feira, 12 de agosto de 2014

Ngc 5316 contra a Supermoon.

           
                Ninguém em são consciência escolheria um dia de Supermoon para caçar DSO´s. Especialmente um que há anos vem sendo uma pedra em seu sapato.
                  Logico que eu não poderia perder esta oportunidade.
                Pensei logo em um título bacana. Ngc 5316 contra a Super Lua. Me recordou na hora aqueles filmes classe B do tipo Crocossauro versus Supershark. Coincidentemente iria passar na TV um clássico do gênero e que eu tinha me comprometido a ver.
                Cowboys e Aliens.
                Este um filme B mas com orçamento de filme A. Não faz um ano que trabalhei com o fotografo deste marco da cinematografia.  Seu nome é Matthew Libatique e carrega em seu currículo títulos mais nobres. Entre outros "Black Swan" e "Requiem para um Sonho".  Queria ver se ele tinha feito a vida de seu Gaffer Yankee tão dura quanto a minha. Creio o cara foi democrático. Ambos ralamos para c...
                Com meu roteiro traçado parti para o primeiro plano.
                Aqui em casa sempre se começa pelo alinhamento polar. Apesar de minhas suplicas o telescópio nunca fica parado onde deveria estar na Stonehenge dos Pobres... Como sempre não é possível realizar o drift com apenas uma janela de ceu. E assim utilizo novamente Atria (Alpha Tri Australis) para me iniciar na busca.
                Devo me contentar com um horário vespertino e aproveitar até as 21:00 horas para realizar minhas fotos. De preferência antes da cara metade chegar do trabalho e enquanto a minha filha faz seus deveres de casa. E claro que a tempo de ver o filme...

                Eu estava decidido a localizar Ngc 5316. Um pequeno aglomerado aberto bem próximo a Beta Centauro. Já tinha tentado isto diversas vezes . Sempre sem sucesso.
                Na verdade este pequeno aglomerado já foi causa de confusão entre a nobreza astronômica. Ele situa-se entre Beta Cen e Ngc 5281 ( O Aglomerado deCheshire). Eu mesmo já tentara descobri lo e acabei por encontrar seu colega. Em seu "Southern Gems" O´Meara conta da confusão entre este e 5316 propriamente dito.  5281 é uma descoberta de Lacaille. e pela sua descrição permiti-se a duvida de que um seja o outro ( confuso?). Mas com uma analise atenta e procurando-se por diversas fontes parece acima de qualquer duvida que o objeto que procuro esta noite é uma descoberta original de Dunlop. Trata-se da entrada de numero 238 de seu catalogo.
                E apesar da Supermoon e da forte poluição luminosa eu rapidamente localizei (novamente) 5281. É sempre assim. Ele é muito mais evidente que a vitima de hoje. creio que com as modestas lunetas de Lacaille ele nunca tenha posto a vista em 5316.  Trata-se de uma jóia das mais discretas da Coroa Austral. Mas muito delicada.
                Acha-lo foi uma tarefa ingrata e houve um momento que achei que a Supermoon venceria o duelo.
                Inicialmente tentei localiza lo "dançando"com o telescópio. É um método que muito utilizo mas de eficiência controversa. Simplesmente solto todas as travas do   telescópio , tanto de AR com de declividade,  o "abraço  e o "carrego pelo salão " enquanto namoro a buscadora. Em áreas interessantes ou em caso de alguma suspeita continua a dança utilizando a ocular de 26 mm. 
                Desta forma suspeitei ter me deparado com algo. Me parecia um campo estelar mas de qualquer forma achei que valeria o esforço e fiz algumas fotos. Serviria ao menos para eu localizar a região que eu me encontrava depois de tanto bailar. Fotos feitas e uma visita ao site da Astrometry vi que estava longe de onde deveria e que Ruprecht 17 seria a vitima a se procurar por ali. Baila-se eu mais um pouco teria achado o que eu não procurava.

Procurando... 10 X 25 seg+ 5 darks. DSS



                Como não restam muitos DSO´s fáceis para serem localizados da Janela da Stonehenge dos Pobres tenho feito deste sistema um habito. Primeiro busco pela região próxima a vitima. E com o auxilio do Astrometry e do Cartes du Ciel  eu faço uma localização inicial .. E deste ponto parto para o star Hoop. O Cartes du Ciel é muito mais eficiente para este processo que o Stellarium. Principalmente por identificar as estrelas utilizando o Catalogo HD. Assim como o Astrometry. Além de ter uma biblioteca de DSO´s muio mais completa que o Stellarium.

                Resolvo  voltar ao telescópio .Desta vez de uma forma menos romântica e mais metódica . Com Hadar centralizada e com a 25 mm calçada no telescópio faço um ensaio do caminho utilizando o Stellarium Que para isto é superior ao CdC. Afinal é só indicar qual ocular você esta usando e ele se comporta exatamente como o telescópio em questão. Deveria deixar Hadar ( Beta Cen) no canto inferior esquerdo da ocular e dar um pequeno "Hoop" para leste. E voilá . Tivesse feito isto ha muito tempo e eu não teria conhecido Ngc 5128.
                Ngc 5316 é um pequeno aglomerado aberto. Sua classificação Tumpler nos diz assim II 1 p . Ou seja , relativamente pobre , destacado e com estrelas de magnitude semelhante. Mas ele é bem mais charmoso do que pode aparentar pelo categorização feita por Ruprecht em 1975.  Suas estrelas são pequeninas e fracas . Mas são bem unidas e apresenta um interessante colorido. Diversas gigantes vermelhas já  habitam o aglomerado que possui por volta de 120 milhões de anos.  Ele se encontra  a aproximadamente 3800 anos luz de nós.
                Com as péssimas condições para observação ele não dá nem sinal de existência na buscadora. Se tornara um objeto fotográfico. Mesmo com a 17 mm como ocular ele só se apresenta com periférica com algumas estrelas flicando no campo. Bem discreto mesmo. Quanto olhei a primeira foto fiquei até surpreso com sua área ( 15´) . Ao vivo parecia muito pequeno...   certeza que em condições mais "humanas" o aglomerado será uma bela visão na ocular . Bastante com condensado e com pequenas estrelas formando um belo campo.... A esquerda das fotos podemos perceber HD 121454. É uma boa escolha para ser sua guia.





                Fiz apenas 3 exposições de 25 segundos e com o aglomerado meio fora do esquadro. depois de tanto lutar para acha-lo sua posição já ia extremamente baixa.  Fiz mais alguma fotos com este melhor centralizado mas ele já ia tão baixo no horizonte que começara a se apagar.

3 X25 seg+ 3 Darks . Deep Sky Stacker

Ngc 5316 a direita da imagem. Foram realizadas 3  exposições de 25 seg ; Asa 3200 . Deep Sky Stacker e Photoshop( curves) . Foi necessario utilizar um threshold bem baixo no Deep Sky Stacker para que aceit-se as fotos. Muito drift e ruido...

Mesmas fotos . Agora empilhadas no Rot n´Stack. Modo Mean . Mais semelhante ao que se observa pela ocular...



                Na luta contra a SuperMoon nosso herói sobreviveu.  

Adoro quando dá a louca no Rot n´Stack. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário