segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Ngc 6067: Uma Joia Austral

            

          
             Ngc 6067 é um dos mais interessantes aglomerados abertos que conheço. Quando me iniciando na astronomia me deparei com ele meio que por acaso. Era uma noite de lua nova em Buzios e reparei uma leve nebulosidade ao longo da via láctea.  Utilizando meu antigo “Trucuçu” (um enorme binóculo de 80 mm com zoom e lentes “mercúrio cromo coated”.) eu apontei a besta para a região e fiquei boquiaberto. Emoldurado por varias estrelas bem brilhantes eu via um evidente aglomerado aberto bem concentrado e de muitos membros.

          Não tinha a menor ideia de que aglomerado se tratava. Adoro quando “descubro” algum DSO.

          Posteriormente fui procurar pelo tal no Cartes du Ciel. Rapidamente descobri tratar-se de Ngc 6067. A descrição com códigos de Dreyer que acompanha o mesmo é bastante representativa:

Descrição: Cl (cluster = Aglomerado)
   vB ( very bright)
   vL ( Very Large)
   vRi ( Very Rich)
   lC (creio ser Irregular cluster...)
   *10... (estrelas de 10a mag.)
   Fine Field (campo interessante)

            Como nunca tinha visto nenhum comentário semelhante sobre qualquer outro aglomerado (fine field) e achei muito apropriado fiquei com o aglomerado na cabeça e pretendi estuda-lo melhor e se possível realizar um registro fotográfico do mesmo. “Devil is on details”. O pequeno adendo na descrição do CdC deixou 6067 habitando algum lugar no meu imaginário HD cerebral.

            Mas o tempo se passou e ele acabou indo para a pasta de "arquivos perdidos para a claridade urbana”.
            Recentemente visitei novamente céus mais escuros e novamente percebi aquela condensação obvia no rio galáctico. E novamente utilizando um binóculo (15X70) eu visitei esta joia austral

            É um tesouro austral que reside na “Nuvem de Norma”.  Já disse por aqui que entre as joias da coroa austral Ngc 6067 seria uma peça importante. Um belo bracelete ou algo do gênero. Fosse o aglomerado um pouco mais ao norte e ele seria cantado em prosa e verso como os mais famosos M7 e M6.

            Finalmente voltei à batalha da astronomia urbana, mas trouxe desta vez a lembrança de que deveria fotografar esta peça. Afinal com magnitude 5.6 ele sobreviveria aos céus urbanos Bortle 8.  (Bortle é uma escala para determinar quão escuro é o céu que você observa). Afinal agora já possuo o equipamento e quase a competência para fazê-lo.  


            Localizar Ngc 6067 é bastante fácil em céus relativamente escuros. Mesmo em céus suburbanos é tarefa simples. Em condições extremas de poluição luminosa eu recomendo que você parta de beta Triangulo Austrinus (1) e marche pouco mais de um campo de buscadora (5º 42´) até localizar Iota Norma (2). É uma estrela dupla facilmente percebida pela buscadora. Ambas brilham há um pouco mais de 5ª magnitude. A partir de Iota caminhe um pouco mais de meio campo de buscadora (3º 25´) até Kappa Norma (3). Esta se apresenta para mim com um tom levemente alaranjado e com Magnitude 4.9 é evidente na buscadora (9X50). Com ela centrada e utilizada sua maior ocular Ngc 6067 estará em quadro com Kappa. Passeie ao redor de capa utilizando os controles finos de seu telescópio e não tem como não localizar o aglomerado.

            Ngc 6067 é um aglomerado relativamente pouco estudado, mas depois de muito caçar pela web localizei um paper bem completo sobre o mesmo. Este pode ser acessado aqui: 


                O aglomerado tem características bastante singulares. Com diversos membros avermelhados ele talvez mereça o titulo de caixa de joias até mesmo mais que o famoso aglomerado de Kappa crucis. Por uma ironia do destino este também é flanqueado pela Kappa de sua constelação.

            O contraste de estrela avermelhadas e azuis trazem um charme todo especial ao aglomerado e um diagrama HR bem interessante e diferente das Plêiades, que são um aglomerado aproximadamente da mesma idade de Ngc 6067. Diversa estrela do tipo K está presentes e uma Gigante G habita próxima a seu centro.

            A partir do diagrama podemos perceber algumas características marcantes em 6067:
  • ·         Um ramo bastante populoso de estrelas intrinsecamente azuis desviando “para cima” do marco zero da sequencia principal.
  • ·         Uma falha muito bem definida de membros no centro do diagrama.
  • ·         Uma coleção de supergigantes brilhantes logo acima da falha citada. Todas comprovadas como membros do aglomerado.
  • ·         Uma grande coleção de estrelas de diversas cores abaixo de 14ª mag.


As estrelas azuis deste ramo principal permitem calcular a idade do aglomerado como sendo contemporâneo das plêiades. Ou seja, algo em torno de 100.000.000 de anos.
6067 é, talvez, o único aglomerado da galáxia a conter um grupo tão grande de supergigantes do tipo K Ib. Esta diferença das Plêiades é tributada por um tal de Johnson a maior riqueza de tipos estelares que povoam 6067 em relação às irmãs mais famosas.

Ele possui mais de 200 estrelas confirmadas como membros verdadeiros do aglomerado e diversas duplas envolvidas.

O Aglomerado se encontra a cerca de 6000 anos luz de nós (1.91kpc).

Ngc 6067 14 exposições de 10 Seg asa 6400. Rot n Stack +PhotoShop+Noiseware (B/W)

Ngc 6067 é melhor observado com oculares de Wide Field já que o campo que o emoldura compõe o show. Com maiores aumentos é possível perceber mais detalhes da estrutura do aglomerado em si bem como algumas das duplas citadas. Mas se perde um pouco da graciosidade desta bem guardada joia austral que reside no coração da Nuvem de Norma.


Nenhum comentário:

Postar um comentário