terça-feira, 13 de agosto de 2013

As Híades: As Outras Filhas de Atlas

           Troquei meu computador faz pouco tempo e assim tive que resgatar minhas fotos e documentos do  falecido.  Neste processo achei diversas fotos que estavam perdidas no velho HD.
            Desta forma pude desfazer uma injustiça que há muito deveria ter sido  desfeita.
Canon 350D 300mm f5.6 exp. 15 seg. Asa 1600
            Localizei uma foto que fiz das Híades no começo de 2012 em Valberg. Uma das portas de entrada do Parque de Mercantour , no sul da França. Uma das maiores bio diversidades da Europa e um dos céus mais escuros do continente.  É também local de um"Planetário" muito especial...
            Depois de um belo jantar e diversas garrafas de vinho nacional em um modesto bistrô abandonei a família e os amigos e me enveredei por  uma pequena trilha subindo a montanha e me afastando das poucas luzes do vilarejo.  Esta me levou a cerca de 1500 m de altitude e no meio de uma noite nem tão fria e com o auxílio de um pequeno "tripé de ataque", emprestado por um amigo,  uma lente zoom de 75-300 mm @ 300 mm  com abertura máxima de 5.6 e utilizando minha velha Canon 350D fiz uma única exposição de 15 segundos do aglomerado mais próximo da Terra.  
            As Híades são as cinco meias-irmãs da Plêiades. Compartilham o mesmo Pai. Atlas. Este foi morar com suas irmãs mais famosas no firmamento.
            Segundo a mitologia elas foram enviadas para o firmamento por Zeus depois de morrerem de tristeza com a morte de seu irmão Hyas. Choraram tanto que  foram fixadas na cabeça de Taurus. E assim sua saída anual vem acompanhada de chuvas abundantes.  

            Localizar as Híades é muito simples. Basta localizar a constelação de Touro. Alpha Taurus (Aldebarã) é uma gigante vermelha facilmente visível. E as Híades formam um "V" ao redor desta. O conjunto é facilmente percebido a olho nu. Um truque para localiza-las : Siga a direção apontada pelas Três Marias rumo norte e você vai se deparar com as Híades . Se continuar "caminhando" mais um pouco na mesma direção você chegara até suas meias irmãs Plêiades. Desta forma as Híades residem entre  as "Três Marias" e as Plêiades. A maior reunião de comadres dos céus...
              O aglomerado se espalha por uma área enorme do céu e é melhor observado com  uso de binóculos. Use a menor magnificação possível. 
            As Híades se encontram há aproximadamente 153 AL do sistema solar.  Os quatro membros mais brilhantes do aglomerado iniciaram suas carreiras como estrela do Tipo A e já evoluíram para fora da sequência principal e atualmente se apresentam como gigantes vermelhas. São elas Gama, Delta, Épsilon e Theta Taurus. Junto com Aldebarã ( que não faz parte do aglomerado) formam a cabeça do Touro.
            O Diagrama HR do aglomerado nos diz que as Híades tem 625.000.000 de anos.
            Estudos recentes indicam que as Híades devem ter tido uma origem comum com o Aglomerado do Presépio ( M44).  Diversas estrelas da chamada "Corrente das Híades" se espalham para muito alem das fronteiras do atual aglomerado.
Outro tratamento. Mais uma "perdida" do antigo HD...
            Aglomerados estelares abertos dificilmente sobrevivem mais que um bilhão de anos.  O futuro da Hiades é , provavelmente,  perder ainda mais membros e massa ao longo da próxima centena de milhão de anos e  terminar reduzida a uma duzia de sistemas estelares . A maioria deste duplos ou múltiplos que continuarão expostos à forças dissipativas ao longo do tempo.

             E assim as Cinco Irmãs, filhas de Atlas, terão o mesmo destino das Sete Irmãs mais famosas e filhas do mesmo pai. 
             Atlas não deixou seguro de vida.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário