segunda-feira, 23 de abril de 2012

Venus e a Luz Cinzenta


Concepção Artística


Ashen Light é uma expressão que pode ser traduzida como a “Luz Cinzenta”.  É um fenômeno raro que ilumina a noite venusiana. Desta expressão podemos derivar “Ashen Venus”. A melhor tradução, em minha opinião, para esta outra expressão seria “As cinzas de Venus”.
 É uma licença poética.
E por isto mesmo muito precisa para definir este fenômeno.  Como muito bem disse Antonio Abujamra em seu  Palmeira do Deserto: "Quando não entendo o que defino, eu me aproximo de tudo que  chamam poesia".
A luz cinzenta é um fenômeno descrito pela primeira vez por Giovanni Batista Riccioli em 1643. Posteriormente foi também avistada por grandes nomes da astronomia. Ente eles William Herschel e Sir Patrick Moore. Phill Harrington dedica algumas paginas em seu “Cosmic Challenge” falando sobre como observar as “Cinzas de Venus”.
 Nunca foi fotografado e isto alimenta ainda mais a lenda.
O fenômeno, basicamente, consiste em se perceber uma tênue iluminação da parte não iluminada (soa contraditório?) do disco venusiano ou do que podemos chamar da noite venusiana.
O fenômeno nunca foi observado com mais de 40% do disco iluminado e assim o período se anuncia como um excelente momento para se tentar a sorte. Ao final do mês de maio estaremos nos despedindo de Venus por um bom período e seu disco chegará a menos de 1 minuto de arco iluminado.
(Este post foi escrito em 23/04/2012. Portanto se você o estiver lendo já em 2013  deverá esperar até novembro de 2013 para ter alguma chance... Consulte sempre um programa planetário , como o Stellarium ou o Skychart para saber com antecedência  a parte iluminada do disco venusiano...) 
Diversas explicações já foram dadas para o fenômeno. Nenhuma é garantia de sua causa...
Vão desde relâmpagos iluminando a atmosfera venusiana passando reações químicas alimentadas por radiação infravermelha. A mais desvairada das explicações foi de autoria do astrônomo alemão do século XIX Franz Von Paula Gruithuisen. Ele atribuiu à luz cinzenta a fogueiras feitas em honra de um novo imperador venusiano.  Literalmente as responsáveis pelas “Cinzas de Venus”...
Uma técnica observacional, que parece ser recorrente na literatura sobre a luz cinzenta, é utilizar uma barra para cobrir a parte iluminada do disco planetário.
            Já disse que o fenômeno nunca foi fotografado.
            Alguém se habilita?

Nenhum comentário:

Postar um comentário