sábado, 20 de outubro de 2012

Os 5 Fatores


Observar com Binóculos é que nem jogar futebol. Uma caixinha de surpresas. Às vezes você esbarra em um aglomerado que você nunca tinha percebido e não entende como. Outras vezes você procura por uma galáxia de magnitude 7,5 e não a localiza de jeito nenhum. Abaixo reúno uma lista de fatores que serão determinantes em se você vai ver ou não o DSO que procura. E o porquê de um determinado objeto ser um luxo ou um lixo em seu binóculo...

1-Tamanho é Documento
Você já escutou isto muitas vezes- o diâmetro de sua lente sempre ganha. Sendo todos os outros quesitos iguais o binóculo (ou telescópio) com maior abertura sempre vence. E ganha com vários corpos de diferença. Quanto maior a capacidade de reunir luz mais tênues e apagados serão os objetos que você vai conseguir observar. Como já falei sendo tudo mais igual à abertura ganha com vantagem.
Mas binóculos não nascem iguais. Mesmo dois binóculos 10X50 mm. Alguns possuem melhores qualidades ópticas e melhores revestimentos (coatings) que outros. Mas um aspecto que em geral é esquecido é que muito binóculos não fazem uso integral de suas lentes. Na verdade meu Sumax 10x50mm apresenta um diâmetro funcional um pouco inferior a isto. Cerca de 42 mm. Alem de certa vinheta. Provavelmente ha "baffles" mal projetados. Meu 15X70 mm também tem alguma perda. Ele é na verdade um 66 mm.Porém não vinheta. É também uma forma de saber se seu prisma é bak 4 ou 7
Existe uma forma fácil de descobrir a verdade dos fatos.
Acenda uma pequena lanterna (de preferência uma de LED) com o facho bem fechado e aponte pela ocular de seu telescópio. Com o binóculo a uma pequena distancia de uma parede ou de uma folha de papel meça o tamanho do circulo de luz que é projetado no anteparo. E assim descubra a verdade... Veja as fotos abaixo.
verificando o diametro funcional de seu binóculo
2- Estabilidade é Importante
A estabilidade com que você segura seu binóculo influi diretamente no que você observa. De todos os fatores neste post a estabilidade é um dos que faz mais diferença em relação de quão fundo você vai mergulhar no céu com seus binóculos.
Faça o teste você mesmo. Olhe para um campo estelar e repare qual a estrela mais tênue que você pode perceber. Agora com a ajuda de um programa planetário ou de um atlas celeste determine a magnitude desta estrela.
Agora monte seu binóculo em um tripé ou use alguma espécie de apoio e olhe novamente para o mesmo campo.
Percebeu a diferença?
É por isso que binóculos com estabilizadores de imagem são tão valorizados. Eles mostram mais e ao mesmo tempo não obrigam as incomodas posições tão comuns associadas ao uso de tripés.

3-Ampliação Entra na Conta
Gary Seronik (Sky and Telescope, Sky at night) já expressou diversas vezes que ele consegue ver objetos mais tênues com seu 10x30 com estabilizador de imagem do que com seu 7X50 baratinho. Evidentemente que a qualidade da ótica e o estabilizador de imagens entram na equação. Mas o fator de ampliação é uma importante variável a ser levada em conta. Embora 3X mais pareça pouco para quem esta acostumado com magnificações telescópicas isto faz uma tremenda diferença. No universo binocular 1X faz diferença.
Para atender a razão vamos considerar o que a ampliação faz com o que você vê. Primeiramente e obviamente ela aumenta o tamanho do que você vê. E quanto mais espaço do seu campo de visão for ocupado pelo o que você quer ver maior vai ser a chance de você detectar aquele discreto DSO que você procura. Com as pequenas ampliações comuns em binóculos qualquer colaboração para você distinguir o que você esta atrás das estrelas que estão no mesmo campo é valiosa. Muitos globulares e nebulosas planetárias se disfarçam de estrelas devido a seu pequeno tamanho. Varias galáxias também. Logo aquelas 3X fazem uma grande diferença quando você procura por objetos pequenos no limite da visibilidade.
Um fator menos evidente é que uma magnificação maior torna o fundo do céu mais escuro e assim ajuda a destacar os DSO´s contra ele. Assim um 7X50 destaca menos os objetos que você procura do que um 10X50 embora ambos tenham 50 mm. Veja uma simulação na foto abaixo

4-O céu sobre sua cabeça
Ser capaz de observar um determinado DSO depende de uma complexa relação entre três coisas: sua habilidade observacional, seus binóculos, e o céu que você possui. O ultimo fator é o mais importante de todos. Objetos que são impossíveis de céus urbanos podem ser alvos fáceis em um ambiente rural.
Alguns truques podem ajudar. Evite luz direta em sua visão. Procure olhar para o horizonte mais defendido. Observe de madrugada. E acima de tudo aproveite que binóculos são maios transportáveis que telescópios e leve os para passear em locais escuros.

5- Magnitude é fundamental
Sem nenhuma duvida o fator mais importante para determinar quão visível será um determinado objeto é seu brilho. Alvos brilhantes são visíveis mesmo em ambientes de grande poluição luminosa. Lógico que você não irá perceber tantos detalhes ou estrelas mais você vai detecta-los. Mais outra coisa a ser levada em conta é o brilho de superfície de um determinado objeto.
Levemos em conta M 33. Sua magnitude é de 5,2. Mas como ela possui uma grande área (71´x42´) seu brilho de superfície é muito baixo.
Já outra galáxia em Sculptor, Ngc 253, possui uma magnitude de 7,2. Cerca de ¼ a de M33. Mas sua área é muito menor. Isto garante um brilho de superfície muito maior. E Ngc 253 é muito mais facilmente avistada que M33.


Por fim vale dizer que todo mundo deseja utilizar o melhor binóculo debaixo do céu mais escuro. Isto não acontece nunca (ou quase) e assim espero que estas dicas aumentem suas chances de sucesso no caça de DSO sob quaisquer condições de observação. E lembre-se que muitas vezes se aprende mais sobre técnicas observacionais não avistando um DSO do que avistando...
Existem ainda outros fatores que podem determinar o sucesso ou não de sua observação. mas nenhum deles é tão significativo como os acima apresentados. Por exemplo a qualidade dos revestimentos de sua ótica. Mas nã considero isto um fator "ou vai ou racha". Outro fator muito em moda é Porro X Roof . mas não creio que um tipo ou outro faça diferença na busca de DSO´S.
Bons Céus.

Um comentário:

  1. Muito legal essa matéria!
    Visitem o site www.galeriadometeorito.com
    Abraços!

    ResponderExcluir