sexta-feira, 7 de agosto de 2009

O Catalogo J.E.S.S de Objetos Estelares-Cont

Cap 2 – França 1757

Meu Tataravô nascera em uma rica familia cortesã , no reino de Portugal. Era o quinto filho de seu pai. A este tempo isto só podia significar uma carreira na igreja.
Não se adaptava muito bem aos gostos do velho. Foi um padre nada casto.Mas permitiu a ele se dedicar aos seus estudos com muito afinco. Era considerado um homem de profundo saber e com muitos titulos. Eram tempos de inquisição e esta era extremamente ativa no reino. E ele calava sobre sua biblioteca com muitos do livros proibidos. Copérnico , Galileu Gallilei, até mesmo Bruno .
Um dia falou mais do que devia e se viu em apuros. Seu pai em uma ação rapida e dispendiosa exportou o rapaz para Paris. Na cidades das luzes sopravam ares mais liberais e o jovem se revelou. Andava nas rodas mais intelectuias e era especialmente amigo de Joseph Nicola Delisle , astronomo da marinha.
Era 1757 e Delisle tinha previsto uma posição para o retorno do grande cometa de 1682 que Edmund Halley havia previsto.
O cometa de Halley , como hoje é conhecido, teve sua orbia calculada por Halley em 1705 . Ele percebe que se trata de um cometa periódico com uma orbita ao redor do sol de 75 anos O grande astronomo não sobreviveu para ver seus calculos se mostrarem precisos porem suas idéias sobreviveram no livro Synopsys Astronomia Cometicae. Don João , como meu tataravõ era chamado, se debruçara sobre um exemplar cedido por Delisle eestava fascinado pelos calculos apresentados por Halley. Na verdade encantado pelas diversas obras que ele havia escrito. Diziam até que o grande Principia tinha sido patrocinado por ele , que incetivou Issac Newton a nos deixar esta obra maior no estudo da Ciencia natural.
Graças a seu enorme interesse por Halley e suas realizações ele se aproxima de Messier , que procurava , ainda que de forma antecipada , pelo retorno do cometa. Faziam observações diarias do observatorio da marinha situado em uma torre no hotel de clugny em Paris. O prédio fora construido em 1480 sobre fundaçãoes de uma ruina romana de sec IV. Era perfeito escuro e com um horizonte livre em todos as direções. Foi neste lugar que , segundo Don joão , ele inventou a caça de cometas. Ele e Charles Messier.
Eles buscavam pelo cometa na direção dada por Delisle. Ao final de quase um ano de buscas eles já haviam avistado mais de um cometa porém nada na região esperada. Ao final de 1758 Don João se desperava e chegou a conclusão que os calculos de Delisle estavam errados.

Estavam nessa condição de dar dó quando Messier localizou a tal nevoa que veio a se chamar M1. Após alguns dias e a realização de que aquilo não era um cometa , Don João diz a seu amigo que as nebulosas que os confundiam deveriam ser catalogadas a fim de não atrapalhalha-los em sua busca por cometas.Recordou ainda que Halley havia registrado objetos semelhante em seu catalogo austral de 1679.Assim nasce o Catalogo de Charles Messier.

“ O catalogo Mesier reune 110º objetos de céu profundo.Ele é como a pedra de roseta para o astronomo amador no hemisfério norte. Todos os anos astronomos se reunem para realizar a chamadas maratonas Messier.O desafio consiste em se observar todos os 110 objetos em uma unica noite . Existe uma janela junto à lua nova mais proxima ao equinocio de primavera. A maratona não é plenamente possivel no hemisferio sul. De qualquer forma a observação de todos os chamados objetos Messier, mesmo que não em uma unica noite, é um divisor de aguas para o astronomo amador Em sua primeira versão o seu catalogo incluia apenas 45 objetos e foi apresentado em 1771.” .

De qualquer forma Halley se mostrou correto e o cometa foi localizado por Johan George Palitzsch um Astronomo amador alemão proximo ao natal de 1958. Messier o localizou de forma independente um mes depois tento concordado com Don João que a area prevista por delilsle estava errada. Delisle só o localiza no dia primeiro de abril de 1759. Ninguem acreditava mais nele e acharam ser uma brincadeira de Dia do Tolo.
Por mais curioso que seja o catalogo o Messier foi organizado como locais no céu que não eram para ser olhados. Afinal aquelas nevoas não eram cometas e diversas elementos da inteligentsia acreditavam até mesmo tartarem-se de fenomeno atmosfericos. Na verdade este mesmo absurdo já havia sido dito dos cometas.
Já Dom João acreditava que aqueles eram os locais a serem obserados. Ele acreditava que muitas daquelas nevoas eram os recanto secretos que Bruno dizia existirem. Foi provalvemene um dos primeiros homen a cogitar a existencia e outras galaxias. Foi um grande incetivador do Catalogo de Messier.
Ia o ano de 1771 e Messier ,agora já astronomo da Marinha, acha que é hora de publicar seu Catalogo. Ele possui 43 objetos por ele definidos como nebulas e aglomerados estelares. Dom João , que em meio a uma vida cada vez mais desregrada , aind encontrava tempo para as estrelas , os amigos e a matematica, considerava um numero suspeito. Ele pesquisava os chamdos numeros perfeitos e estava obcecado pela Irmandade Pitagórica . Na verdade achava que ele , Messier Mechain e cia. Formavam a versão revista e melhorada da mesma no alvorecer de uma nova ciencia.

“ A perfeição numérica , segundo Pitagoras , depende do numero de divisores (numeros que vão dividi-lo perfeitamente, sem deixar resto) . Segundo Pitagoras os numeros perfeitos são aqueles cuja a soma de seu divisores é igual a ele mesmo. Por exemplo, o seis. 6=3+2+1. Deus criou o mundo em seis dias . O proximo numero perfeito é 28. A lua orbita a terra em vinte oito dias .Os numeros perfeitos apresentam outras propriedades interesantes. Euclides descobre que todos os numeros perfeitos são multiplos de 2 numeros sendo um uma potencia de 2 e o outro a potencia seguinte de 2 menos 1.”

Por conta disto Dom João conveceu a Messier de incluir mais dois objetos.Messier escolheu aglomerados já bastante conhecidos .
M44 um aglomerado conhecido como presépio e M45 seriam as Pleiades.
O verdadeiro motivo acreditas-e tenha sido apresentar um catalogo maior, já que 45 não é um numero mais perfeito que 43.
O catalogo foi publicado e Dom João teve um da primeiras cópias.
O cataogo se iniciava assim:

“Catatalogo de nebula e aglomerados estelares ,
Que se revelam entre as estrelas fixas sobre o horizonte de Paris

Observado no Obsevatório da Marinha
Com diferentes instrumentos
Por M. Messier”

A escolha dos dois ultimos objetos desagradou Dom João , que acreditava que Messier deveria ter conseguido duas descobertas inéditas. Ou pelo menos mais obscuras. De fato ambas entradas eram a muito conhecidas.
M44 esta registrada como uma nebula em escritos que datam de 320 a.c.( Aratus) . Galileo Galilei a identificou como aglomerado. Conhecido como o Presépio.
M45 – Conhecido desde a pré- história . Consta do Livro de Jó.Conhecido como as Pleyades.
Mas o problemas de Dom João eram maiores que suas rusgas com Messier.Ele estava ecaminhado no pecado da luxuria e a honra de uma jovem tinha sido arruinada . O pai , um militar, queria sangue. O sangue dele. Partiu de Paris as pressas . Levava um telescopio, seu exempar do catalogo, mais alguns livros e algumas roupas. Em Portugal não era bem vindo.
Dom João de Silvano e Silva estava com poucas opções .
Restava o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário