sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O catalogo J.E.S.S de Objetos Estelares -cont

A terceira jornada – O Arquipélago.

Corria o ano de 1776. Com isto em sua terceira jornada os nossos dois astrónomos anónimos se tornaram na verdade os primeiros avistadores de diversas das nebulosas aqui apresentadas. A fim de uma maior clareza elas serão identificadas por seu numero Messier. Nesta jornada todos os objetos apresentados são fruto de observações ainda mais anteriores realizadas pelo senhor José Eustaquio do Nascimento e Islas. Ele, em seu conhecimento orgânico do céu, percebia que estas nebulosas eram de alguma forma associadas e apresentavam uma natureza distinta de diversas outras estruturas já avistadas pelos dois. Ele chamava a região de o arquipélago. A área se faz fronteira com as constelações de Leão , Virgem e com a menos conhecida constelação de Coma Berenice ( Cabeleira de Berenice).

Neste mapa podemos localizar a mega estrutura descrita no capitulo anterior e iremos conhecer os membros mais brilhantes deste imenso aglomerado galáctico que foram identificados por nossos heróis.
Certa manhã ,no outono, chegou um jovem rapaz ao rancho do Dom João interrompendo o seu trabalho de catequese junto a uma jovem índia tupinambá. Após algumas pragas ele aceitou receber o menino que lhe trazia um recado escrito por José. Uma verdadeira raridade já que este não era muito afeito as letras. Dizia apenas:
“Hoje a noite vou até o arquipélago.Será uma noite sem fogueiras”. Dom João sabia exactamente o que isto significava e rapidamente despachou a todos. O menino e a indiazinha. Retirou seu equipamento de observação e começou a polir todas as superficies oticas dos mesmos. Hoje seria uma grande noite. A terceira jornad estava para começar.
Pouco antes do entardecer eles se encontraram em uma clareira no alto do morro mais alto do arraial. A algum tempo que haviam mandando limpar aquela are para ser seu observa tório. Naquela noite nem mesmo os índios acenderiam fogueiras para que o fumo não atrapalhasse os navegantes das estrelas.
José então disse- Aponte para Vindemiatrix.
Dom João sabia onde ficava isto . Era a estrela Epsilon de Virgem. Seu nome significa “ A Mãe da Colheita”. Assim como Spica , Alfa de Virgem, espiga. Estrelas conhecidas à muito tempo e por muitas culturas. Elas indicavam a época do plantio para diversas culturas , no hemisfério Norte. Ela é o porto de onde eles irão partir para explorar o Arquipélago.
Por alguma razão ela é uma estrela tão signicativa que apresenta vários nomes, embora seja uma estrela de apenas terceira magnitude. Já foi chamada de: Vindemiator, Almuredin,Providemiator,Protrigetrix, Alaraph e diversas variantes dos nomes latinos. José também a chamava de Porto Blanco.

A partir dali José indicou- lhe o caminho que o levaram até as seguintes galáxias que posteriormente seriam descritas por Messier. Seguindo de leste para oeste ele cravava facilmente elas . Isto sempre será motivo de inveja para o padre que sempre se perdia na região . Nesta noite José Eustaquio apresentou as seguintes nebulosas para Dom João. M60 , muito ténue e só percebida por Dom João , era chamada se o fantasma por José . Um pouco mais a oeste esta M59 , mais brilhante. Quase igual está M58 a qual ele chamava de Agulhinha. A seguir a mais brilhante delas M87 , a qual Dom João via claramente. A seguir duas mito próximas que José definia como parcel.São M86 e M84. E Finalmente seguindo para o nordeste ele apresenta em rápida sequência M100,M85 e uma galáxia que só seria mapeada ainda nos mais tarde Ngc 4394 a qual forma quase m par com M85 e não foi percebida por Messier. O mapa abaixo indica todas as galáxias descritas por dom João e outras descritas por Messier.
Dom João terminou a noite exausto e passou o resto do outono tentando determinar as coordenadas exactas destas nebulosas. No processo ele achou mais algumas nebulosas na região porém os registros são por demais vagos para determinarmos quais seriam estas outras galáxias em uma área tão rica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário