sábado, 27 de dezembro de 2014

O Começo do Fim

                      Eu não gosto de natal. Mas me conformo. Me lembra mais a via crucis que propriamente o nascimento de Cristo. Aquela sucessão de almoços , jantares , perus e chesteres me cansa.  Este ano eu aprendi que Newton nasceu no dia 25 de dezembro. Não é uma daquelas coincidências relacionadas as leis básicas do universo. Na verdade não tem nenhuma importância ou relação pra as mesmas. Mas adorei a piada. " Há muito tempo atrás nesta mesma noite, 25 de dezembro, nasceu uma criança que iria mudar o mundo. Isaac Newton"
                                               Mas terminado o natal eu começo a me animar. Vou partir para Búzios em poucos dias e a Stonehenge dos pobres volta ter sua parte no laifúndio celeste. A Primavera é um mau momento no observatório mais urbano do mundo. Sua janela passeia por por locais escuros e sem muitas opções. A Nuvens de Magalhães passeiam por lá mas não são amigas das luzes urbanas e de um céu Bortle 8 ou 9. Agora a via láctea retorna e algumas das maiores maravilhas celestes retornam em horários razoáveis.
                E me preparando para a temporada Buziana de fim de ano ( uma tradição) inicio os preparativos.
                Não é tão fácil quanto pode parecer observar. Especialmente se seu telescópio é muito maior que a mala do carro. então a melhor idéia e convencer seu irmão a levar seu telescópio. Na verdade a sua cunhada...  Me u irmão mora próximo a mim na Republica do Leblon. E eu acho mais simples ir a pé até a sua casa. No caminho paro rapidamente no "escritório" para evitar uma pane seca no trajeto. A cena é um bom começo de fim de um ano...
                Nem tudo pode ser tão simples e depois de buscar o carro de meu irmão no estacionamento começa a missão de fazer tudo o que é necessário ( e o que não é) caber no porta malas. Depois de um telescópio , algumas caixas de cervejas , malas e cia. ltda. fechamos a tampa. Não entendo a enorme quantidade de bananas compradas pela cunhada.  Ainda falta entrar um cooler.
                Retornando para casa acho que é bom tirar a ferrugem e pego meu 15X70. Afinal é verão   a via láctea esta de volta e eu pretendo chegar em Búzios com algum treino. Astronomia é uma atividade que deve ser  cotidiana. E o treino faz falta.
                Com Canopus já alta eu volto a navegar por mares já antes navegados. Fico feliz em perceber que ainda conheço os cabeços e lajes no caminho.
                É verão.
                Com o 15X70 empunho começo a derrota. O porto de saída é seguro. Aponto para as Plêiades do Sul. Mesmo sem percebe las a olho nu eu sei onde residem. Dai para frente e seguir o rio galáctico.
Plêiades do Sul 
                Quando você observa regiões ricas na via láctea com binóculos é interessante balançar eles Leste -oeste e vice versa. Você vai perceber claramente uma faixa de estrelas em determinada região. Em locais escuros você vê claramente os braços da galaxia abraçando esta área . É a Via láctea e a razão de seu nome. Em áreas urbanas isto também é evidente. Mas só com auxilio óptico...
                Partino das Plêiades do Sul rumo ao norte e acompanhando a corrente de estrelas você vai rapidamente deparar-se com A Nebulosa de eta carina. facilmente percebida e no coração de um grande agrupamento estelar .Com um pouco mais de atenção você vai notar duas pequenas condensações de luz seguindo rumo norte.  

                               Aí começa o treino para os céus mais escuros que me aguardam. Navegando nesta área você deve exercitar sua visão periférica. Existem diversa condensações semelhantes . Muitas tênues. São estes pequenos fantasmas que você quer localizar com seu telescópio. O uso de binóculos é um treino fundamental para aproveitar o máximo de seus instrumentos mais poderosos.
                Conforme passeio na área vou localizando velhos conhecidos .
                Binóculos são divertidos porque parecem um pouco com "bar crawling". Você sai por uma vizinhança conhecida mas não planeja quais são os bares no caminho até em casa.
                Já falei que o primeiro drink ( esta época do ano) costuma ser em IC 2602. As Plêiades do Sul. Resolvem-se uma dezena de estrelas aproximadamente . Todas bem claras e enchendo o campo do binoculo.
                Desta vez eu segui daí rumo a Ngc 3372. É quase inevitável se deparar com a mesma acompanhando a ordem natural das coisa e seguindo a Via Láctea a partir do ponto inicial. Aqui é importante se concentrar . Existirão diversas outra nebulosas na paisagem. Depois de cansar de Eta Carina perceba estes esfuminhos mais fracos.
                Tanto Ngc 3324 como 3293 serão evidentes . Um mais que o outro. Resolvem-se algumas estrelas em ambos . Mas as condições são bem ruins. Em locais mais escuros se resolvem melhor. A obra do Metro faz da Stonehenge dos Pobres um teste bastante duro.
                Vou seguindo o Braço galáctico e me deparo com IC 2581 e Ngc 3247. Sem muita resolução formam um belo par de esfuminhos onde flicam estrelas. No limite da solução.
Omicron Velorum 

                Depois me deparo com velho conhecido . Omicron Velorum e seu aglomerado. O primeiro DSO que "descobri". Mas a grata surpresa foi conseguir perceber claramente  Ngc 2669. É um vizinho próximo mas bem mais tímido. Se apresentou claramente mesmo com visão direta. Raridade.
                Ainda na região mais alta de janela encontrei IC 2488. Um dos últimos objetos do catalogo Lacaile que observei. Embora sem se resolver integralmente se apresenta fácil para o 15X70.
2488
                Depois volto para as Plêiades do Sul e visito rumo ao leste . Em rápida escaneada percebo facilmente ( umas mais fáceis que outras) Ngc 3376, 3532 e 3572.
3766

                Como não poderia deixar de ser vou atrás do cometa Lovejoy já mais a oeste. E Mesmo com  a forte poluição luminosa causada pela Rocinha e  Barra percebo este discretamente como uma pequena estrela desfocada. Nada de cauda.
                Fico feliz pois há tempos não fazia uma boa observação com meu 15X70 e mais feliz ainda por ter conseguido perceber tantos objetos mesmo sob péssimas condições .
                Não vou contar a tradicional história sobre andar de bicicleta.
                Foi um bom começo do fim de ano...

                

Nenhum comentário:

Postar um comentário