quarta-feira, 8 de julho de 2009

O catalogo J.E.S.S. de Objetos Estelares- cont.

Capitulo 1 – O começo de tudo

Messier estava a procura do cometa de Halley , e o procurava todas as noites.
Ele acreditava piamente no retorno deste ,previsto por Halley para ocorrer ainda naquele ano. Isto era apenas uma hipotese naqueles tempos. De qualquer forma ele trabalhava para o Sr . Joseph Nicolas Delisle, astronomo da marinha. Ele fora empregado por sua bela caligrafia e acabou sendo instruido no uso de telescopios e afins.
Estava ele buscando o cometa de Halley na região prevista para seu retorno quando encontrou uma pequena nebulosidade a qual acreditou ser o cometa. Era o dia 12 de setembro do ano do Senhor de 1758.
Como astronomo precavido que era e ciente de seus deveres para o Sr. Delisle ele nada anunciou e continuou suas observações por mais alguns dias. Logo percebeu que aquele cometa não se movia em relação as estrelas de fundo. Não era um cometa e sim uma nevoa que habitava aquele lugar do espaço. Esta nevoa viria e se tornar o objeto messier numero 1 ou M1 . Ele só descobriria em 1771 que o objeto por ele avistado já havia sido observado por Jon Bevis em 1731
M 1 é na verdade os restos mortais de uma supernova que explodiu em 1054. Tornou-se conhecida posteriormente como a nebulosa de caranguejo em razão de sua forma . É um objeto Messier dificil. Com baixo brilho de superficie e com uma magnitude de apenas 8,4 .É separada por pouco mais de 1º da estrela Zeta tauri, um dos olhos da constelação de touro.A despeito disto não é facilmene visivel.

“Magnitude é o brilho de uma estrela (ou um aglomerado, galaxia , planeta e etc..) como ela aparece no céu . Magnitude aparente. Nos primórdios se dividiam em seis grandezas. Sendo a 1ª a mais brilhante e a 6ª o limite da visão.Atualmente certos objetos mais brilhantes tem valor s negativos de magnitude. Sirius ,a estrela mais brilhante é cotada em -1.44. O brilho de uma estrela é resultado de sual real emissão de luz e de sua distancia de nós.”


José Eustaquio de Nascimento e Islas nasceu em Portugal , mas veio muito cedo para o Brasil. , talvez o primeiro bebê a cruzar o atlantico .Este
Se nesse tempo o Brasil era longe o pequeno rancho em que ele e seus pais viviam era para lá do o fim do mundo conhecido. Haviam indios muito bravos para pouco alem do fim da peninsula . A sorte é que ali havia pouca agua. Não se sabe o ano exato de seu nascimento mas meu tataravo calcula que ele tenha nascido por volta de 1740. Com isto ele teria vivido mais tempo que qualquer ser humano que eu tenha conhecido. Talvez mais que Aureliano Buendía
No ano que José nasceu ,pouco antes do natal , houve um naufragio junto ao Cabo no limite sul da peninsula. Apenas dois marinheiros chegaram até o rancho onde morava Seu José . Pai de nosso José. Foram bem recebidos por ele e sua familia.
Tinham conseguido entrar em um pequeno bote que estava sobre o convés enquanto o barco fazia agua rapidamente. Conseguiram jogar algumas caixas para dentro da embarcação , sem saber muito bem o que havia dentro de cada uma . O Capitão enlouquecido dizia que ia matar quem quer que tirasse algo de sua nau.Em meio a gritos e tiros de bacamarte eles jogaram um bote ao mar . Poucos minutos depois o barco explodiu. Segundo os marinheiros o capitão louco jogou uma lamparina no porão onde carregavam a pólvora.
Após algum tempo os marinheiros construiram uma pequena embarcação e resolveram partir a um destino melhor que aquele fim de mundo. Deixaram como forma de retribuição pela generosidadae de seu José uma caixa com alguns livros .E um tubo com uns vidros em suas pontas que permitia que José avistasse barcos muito ao longe . Era um Telescopio, como muito tempo depois ele veio a saber.Para ele sempre foi a luneta.
Aqui é importante relatar ,segundos os alfarrabio que me chegaram as mãos, que José Eustaquio é um nome que se repete em varias gerações de uma familia. Ou então ele viveu durante mais de cem anos.Aqui cabe mais um espaço para a lenda.
Naqueles tempos o Armação dos Buzios , como séculos depois o local veio a ser chamado , era realmente o fim do mundo. A maior pare da população da terra ainda acredita que o fim da mundo existe. Se voce for até lá voce cai no espaços vazio e conhece monstros que nenhuma alma humana jamais imaginou.
José Eustáquio ,devido a sua posição geografica, já percebera que o fim do mundo não existia. Mais ainda. Como temente a deus ele sabia que o fim do mundo era um lugar no tempo. Não no mundo. E nem no céu.
E José Eustaquio ( com certeza era o primeiro de nossa saga) gostava do céu.Este José Eustaquio. Segundo deduzi este éo pai do José Eustaquio que meu tataravo conheceu.Ou não.Voltamos a tereno das lendas .Mas ele egostava do céu e o conhecia como colono que era. Mais que isto: navegador. Ele fora marinheiro na Real Marinha , a serviço do rei. Sua familia era simples porem antiga Nunca possuiram grande prestigio. Mas serviam a pesoas de muito prestigio. Fora bem educado e conseguiram-lhe uma posição ,ainda que modesta, na esquadra Real .
Daí até o Arraial é uma estória da mais nebulosas.
Muito importante é que sabia ler. Os livros deixados foram biblias para ele. Eram na verdade o bau da dita expedição científica que retornava a portugal no mal fadado navio.
Estamos no meio , aproximadamente, do sec. Xviii. Galileu Galilei não tinha chegado até Lisboa. Bem até tinha . Mas se perdeu a caminho para o futuro Arraial. Aliás , o Arraial era só um amontoado de Ranchos e mais umas choupanas. Daqui para frente este local vai ser conhecido como Arraial; ficará para a historia como Armação dos Buzios.
Em todo caso algo novo havia chegado a "Macondo". E José sabia ler. E tinha sido muito bem educado. Ainda que de uma forma totalmente ocasional ele ouvira muita coisa. Lera muito pouco ,mais algo. E agora podia entender a maior parte do saber que lhe chegara. E a volta quantica é que estava tudo em frances.Improvavel porem não impossivel. Ele conseguia coompreender e aprendeu de fato a lingua . Sua mãe , metida a fidalga , aranhava bastante bem a lingua dos nobres, e o fizera estudar algo e com outra volta quantica o Arraial era frequentemente visitados por piratas franceses em busca de viveres e de um bom Porto.José era fluente em Francês.
De natureza curiosa ele observou ,com atenção, o telescopio que lhe foi dado.Percebeu rapidamnte que se tratava de uma peça de altissíma qualidade . Todo entalhado , com belissimos desenhos de conjuntos de estrelas, em madeira de lei e um acabamento que demonstrava grande habilidade de artesões de primeira linha.Sua lente tinha cerca de 3 polegadas (75mm) e era de uma transparencia que ele jamais imaginara possivel em um vidro ou cristal. E sua estrutura permitia que dois tubos corressem dentro deles mesmos . Conforme corriam se podia ver mais perto ou mais longe.
Ele montou , habil que era, uma estrutura de bambu. Ela sustentava sua luneta. Mas foi mais longe ainda. Ela possuia algo como uma cabeça entalhada em madeira nobre. Esta peça , depois de adaptada com maestria,permitia a ele ajustar a altura e direçaõ da luneta. Depois , e só depois , ele apontou seu olho para o céu. No céu ele viu muito mais que estrelas. Ele viu uma estrela com cabelos. Um cometa.
Segundo meu tataravô disse ,na primeira noite Ele esbarrou em seu suporte e seu olho saltou para bem longe .E ele estava lá. Se as notas que o velho deixou forem corretas era novembro de 1758. Foi então que José Eustaquio entregou sua alma aos céus e seu coração ao que ele chamava de filosofia natural. Ele vira isto nos livros que haviam chegado . E ia descobrir oque isso significava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário