quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O Catalogo J.E.S.S. de Objetos Estelares

A Cosmologia de José Eustaquio

Como já devem ter notado Silvano Silva, o padre, era um letrado estudante do céu. José Eustaquio o conhecia de fato. Era o primeiro um intelectual. O segundo um sábio. Curiosamente Dom João é o autor da obra que hoje se torna conhecida como o “Catalogo J.E.S.S. de Objetos Estelares”. A obra que me foi deixada por meus antepassados consiste nos manuscritos desorganizados deixados por Silvano Silva. Esta é a razão de ter eu colocado suas inicias (S.S.) no nome do catalogo.
Um dos textos mais confusos deste legado trata de como Dom João Silvano e Silva organiza a forma como seu colega organiza e compreende as coisas que eles caçam pelos céus. Como o caro leitor já deve ter percebido o nosso querido José fazia constantemente associações entre os corpos celestes e o mar. Claro que ele tinha um entendimento muito mais complexo do céu que isto. A partir daqui conto a história como contada por Dom João. Permiti-me transformar seu português arcaico em um mais contemporâneo e menos “empolado”.
“José sempre me diz, ao inicio de nossas jornadas, qual o tipo de pesca que vamos realizar. Eu já acostumado sei o que me aguarda. Cardumes, Tocas e Parcéis são seus objetos. Isto quando conversamos junto a telescópio. Porém em suas notas (ele as possui) ele utiliza outro sistema. Esta é a parte secreta de sua cosmologia.
JOSÉ É UM PECULIAR ESPECIME DE HOMEM (como grafado por Dom João). Não sei como, mas ele possui um conhecimento acadêmico que ele não pode ter. Ele certamente conheceu Hodierna. Mas isto é impossível.
Giovanni Batista Hodierna nasceu em 1597 e faleceu em 1660. Meu colega teria que ter mais de 100 anos. Eu que sou homem de grande saber o conheço e vi sua obra. Hodierna foi astrônomo da corte do Duque de Montechiaro e escreveu uma bela obra: ”De Admirandis Coeli Characteribus”. Neste tratado ele apresenta 40 objetos nebulosos. Era um homem com aparelhos simples com cerca de 20 vezes de magnificação. Eu e Messier só confirmamos 19 de suas entradas. Mesmo assim é um grande feito. De alguma forma José conhece todos estes objetos e eu sei que os classifica da mesma forma que Hodierna em suas anotações.
Luminosae- Estrelas (conjunto) visíveis a olho nu
Nebulosae- Nebulosas a olho nu, mas que se resolve em estrelas ao telescópio.
Occultae- Não se resolvem nem mesmo ao telescópio.

Curiosamente meu amigo escreve em latim estes termos. Outra incrível semelhança é que assim como Hodierna ele acredita que todos os objetos que vemos são formados de estrelas. Nós é que não conseguimos resolver alguns grupos em detalhes.
È a partir destas premissas que José define então de sua forma natural os objetos. Todos os dois primeiros grupos ele classifica como cardumes. Os objetos que ele percebe somente como nebulosos ele divide em dois grupos. Tocas são objetos nebulosos com forma perfeitamente arredondada ou quase. Objetos com outras formas ele classifica como parcéis.”

Este texto é tudo que consegui extrair da garranchada deixada por Dom João. O bom padre foi se tornando um grandíssimo bêbado e o parte final de sua grande obra, como ele chamava suas memórias, é bastante confusa.
De qualquer forma é importante para elaboração do catalogo J.E.S.S. ,que só possui o complemento "de Objetos Estelares" em seu titulo devido ao respeito a esse entendimento por parte de José.
Giovanni Batista Hodierna é um astrônomo bastante obscuro e o conhecimento deste por Dom João é muito estranha. Nada leva a crer que Messier tenha conhecimento de sua obra. Seu catalogo foi publicado em Palermo em 1654. Na verdade como a segunda parte de uma obra mais ampla (pouparei vocês e eu do nome em latim): Sobre a sistematização da orbita dos cometas e sobre os admiráveis objetos do céu.
Este trabalho foi posteriormente acrescentado como uma espécie de apêndice ao trabalho de Lalande ‘Bibliographie Astronomique’ em 1803. Jerome de La Lanche é outro obscuro astrônomo. Desta vez Frances.

Entre os objetos verdadeiros descritos por Hodierna, portanto parte do catalogo J.E.S.S. estão:
Luminosae ou Cardumes:
M45 – As Plêiades
Hyades (Mel 45)
O Aglomerado de Coma Berenice (Mel 111)
O Aglomerado de Alpha Persei (Mel 20)
M42 – Classificada como Nebulosae por José Eustaquio.
NGC 6231-Próximo a Zeta Scorpio.

Nebulosae ou cardumes
M44 – O presépio em Câncer
M7- O aglomerado de Ptolomeu.
NGC869 / 884 – Em Perseu (este não faz parte do catalogo J.E.S.S)
M6- O aglomerado da borboleta em Escorpião.
M8- A nebulosa da Lagoa. José considerava um parcel no dia a dia. É provável que Hodierna só percebesse o aglomerado aberto Ngc 6530. Este ilumina a nebulosa.
M36, M37 e M38- todos em Auriga. Provavelmente descobertas originais de Hodierna.
Cr 399- O Aglomerado do Cabide. É na verdade um asterismo

Occultae ou Parcéis.
M31- Dispensa apresentações...

Diversos destes objetos são descobertas originais de Hodierna. A questão é que o trabalho do amigo ficou perdido durante anos e só foi resgatado, de fato, recentemente. O trabalho de Hodierna pode ser encontrado na Net no seguinte site
http://xoomer.virgilio.it/fdemaria2/pag1.html.

Esta em Latim. Porém podem lhe encaminhar para uma tradução para o italiano.



Este é um desenho de M42 deixado por Hodierna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário